segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Quando é Amor?




          Quem nunca se perguntou se um dia encontrará o amor da sua vida? Ou melhor, se saberá que é a pessoa certa? Eu sou uma dessas românticas anônimas, que vive escrevendo coisas de amor, sobre amor, sobre a paixão pela vida, porém não se entende nesse lado do mundo. Como será um amor de verdade? Relatos me dizem que você sente algo diferente. Tudo bem, a minha idade não favorece minhas dúvidas, até por que sou muito jovem para já querer que o amor da minha apareça.
Não, isso não quer dizer que eu não esteja apaixonada. Mas talvez a gente crie tantas expectativas para esse “sente algo de diferente”, que pode ser que o grande amor esteja logo à frente dos nossos olhos, só não enxergamos. Talvez, o “algo de diferente” já tenha acontecido, só não percebemos. 
          Mas e se deixarmos escapar? Se essa busca constante for anulando o sentimento? O que faremos? Tenho uma solução. Aproveite! Isso garota, se jogue! Apenas cuidado com uma coisa, com o seu precioso coração. Sim, cuida bem dele, tá? Não deixe que qualquer canalha o parta, pra quando o “príncipe” chegar, você não esteja tão trancafiada dentro de si por causa de um amor que a machucou. E quando eu digo “príncipe” não leve ao pé da letra, pois vou te contar um segredo, eles NÃO existem. Todo mundo tem defeitos, e príncipes também. O que muda é que quando a gente ama, os pequenos defeitos e falhas são cobertos pelo amor, pela admiração, pelos pequenos detalhes, por aquela florzinha arrancada no meio da estrada. Isso muda, sim. Só não misture defeitos comuns, humanos, com ser trouxa. Não querida, aí o negócio é mais embaixo.
          Eu sei, não é fácil ser rude com ele quando vem todo arrependido dizendo que fez burrada. Mas pensa em ti primeiro, te coloca em primeiro plano, e se for preciso por um ponto final, ponha. Ma se achas que deves dar uma segunda chance, da-lhe. Siga seu coração. Só não faça dessa segunda chance, um começo de ida e volta, vai e vem, estilo ioiô, sacas? Vou te contar uma coisa, o tempo é o melhor remédio pra qualquer tipo de doença sentimental. Um dia a última lágrima cai, a última noite mal dormida passa, o frio na barriga passa, o sentimento muda, adormece. Se for amor de verdade, amanhã ou daqui a 100 anos vai acontecer. Tenha a maturidade de pensar que ninguém merece metades. Traição não é um erro, é uma escolha. Tem exceções? Não sei. Cada um com seu ponto de vista. Só pensa mais em sim mesma, tá? Saiba do teu valor. E isso não vai só para as meninas não, é para os meninos também. Olhe ao seu redor. Abra realmente os olhos. Essa pessoa te faz feliz, ou ultimamente só tem te magoado? Ela é teu último sorriso antes de dormir ou a última lágrima? Trata-te bem? Dá carinho, atenção, te passa confiança? Se sim, segue em frente, se não, repense seus conceitos. Só não se baseia apenas nas brigas. Pensa em tudo, com calma, com tempo. Se for preciso, fala. Grite. Se ta errado concerta, ta incomodando fala, ta machucando encontre uma solução. Às vezes, o melhor caminho é “jogar fora”. Algumas “coisas” não tem concerto.

- Francini Camillo - Just Someone

Nenhum comentário:

Postar um comentário